.

NOTÍCIAS

Novo estudo indica propriedades anticancerígenas na camarinha

O extrato de camarinha, uma espécie endémica da Península Ibérica, poderá ter propriedades anticancerígenas, revelam os primeiros resultados de um estudo liderado por uma equipa da Unidade de Investigação e Desenvolvimento (I&D) Química-Física Molecular, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

O estudo foi realizado no âmbito das atividades previstas no projeto IDEAS4life, com financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), cuja equipa conta com a participação de investigadores da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, através da REQUIMTE (Rede de Química e Tecnologia), e do Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa (UL).

Nas várias experiências realizadas em linhas celulares de cancro do cólon (HT29), observou-se que “extratos de Corema album [nome científico da camarinha] conseguem inibir a proliferação deste tipo de células cancerígenas”, indicaram as líderes da investigação Aida Moreira da Silva e Maria João Barroca, citadas pela revista Agroalimenantar.

CONTACTOS

Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Rua da Junqueira, 299
1300-338 Lisboa

TELEFONE: 213 633 719

E-MAIL: geral@scap.pt

Redes Sociais

facebook white icon

design by Luís Bacharel powered by Agri-Ciência

Search