.

NOTÍCIAS

Leite não alimentar aproveitado para produção de fibras

A Fibrenamics, plataforma de I&D da Universidade do Minho, e o INOVA – Instituto de Inovação Tecnológica dos Açores –, apresentaram um Núcleo de Investigação e Desenvolvimento (I&D) para implementar um projeto de investigação aplicada que visa o desenvolvimento de fibra da caseína a partir do leite não alimentar produzido na região dos Açores.

O Projeto Milkfibre terá um financiamento de 300 mil euros e visa o aproveitamento dos desperdícios do leite produzido nas pastagens açorianas para a produção de fibras.

Com a duração prevista de três anos, o projeto conta com uma equipa de 10 investigadores e será desenvolvido pelo Núcleo de I&D – constituído pelo consórcio do qual fazem parte a Fibrenamics Azores, por via da empresa CIMPA, e o INOVA.

“O projeto Milkfibre inclui os estudos necessários ao desenvolvimento de fibra da caseína a partir do leite não alimentar produzido nas pastagens dos Açores, e tem como principal objetivo espoletar a utilização das fibras obtidas a partir dos desperdícios do leite em diversas aplicações, tais como têxtil, alimentar, saúde, entre outros”, refere a Fibrenamics em comunicado.

O Núcleo de I&D prevê que se obtenham resultados a três níveis: Científico, Tecnológico e de Produto.

CONTACTOS

Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Rua da Junqueira, 299
1300-338 Lisboa

TELEFONE: 213 633 719

E-MAIL: geral@scap.pt

Redes Sociais

facebook white icon

design by Luís Bacharel powered by Agri-Ciência

Search